22 atrações em Campos do Jordão

 

Nem é preciso frio para curtir Campos do Jordão. A região é bonita em qualquer estação. E por estar muito perto de São Paulo e de cidades do porte de São José dos Campos e Taubaté, Campos do Jordão tem público mesmo fora de temporada. Atrações, restaurantes, bares e lojas funcionem o ano inteiro.

1-Atrações em Capivari

O ‘centrinho de Capivari’, que detém a maior concentração de restaurantes e barzinhos com música ao vivo de Campos. A região também é, certamente, o lugar com mais variedade de lojas de malhas e outros itens de vestuário, em galerias entre o calçadão e suas transversais — como o Aspen Mall, o Shopping Capivari, o Boulevard Geneve, o Center Suíço, o Center Calil, entre outros. Há tanto lojas locais quanto de marcas famosas.

Outros centros comerciais da área (que vendem de roupas a enfeites, passando por compotas e geleias) são os estandes que circundam a Igreja de São Benedito e o espaço Galeria Villa Capivari, pertinho da estrada de ferro (ali estão os comerciantes da antiga feirinha do Pico do Itapeva; na temporada, funciona uma pista de patinação no gelo).

2-Morro do Elefante

Algumas atrações turísticas estão a uma curta caminhada do centrinho de Capivari. No Parque do Capivari, aos pés do Morro do Elefante, está o primeiro teleférico construído no Brasil, um dos cartões-postais de Campos do Jordão.

Quem não quiser se aventurar a 160 metros do chão pode aproveitar o lago com pedalinhos em forma de cisnes ou mesmo as lojinhas que ficam no entorno. Quem embarca em uma das cadeiras chega em cinco minutos ao alto da montanha, sendo presenteado com uma linda vista de toda a região, contornada por serras. Lá no alto (percurso que também pode ser feito de carro), além de barraquinhas de compras, há o Parque dos Elefantes, uma atração gratuita (desde que você concorde em tirar uma foto na entrada que será oferecida por R$ 10 na saída, na forma de um chaveiro) com estátuas de fibra de vidro que mostram diferentes espécies do animal, desde os mamutes.

3-Trenzinho da Montanha

campos-jordao-2019-julho-trenzinho-montanha-600

Na entrada do Parque de Capivari é possível pegar um dos trenzinhos que fazem um percurso por alguns bairros residenciais elegantes da cidade, ou mesmo organizar um passeio a cavalo por áreas de Campos do Jordão. Há trajetos com duração e por locais diferentes.

4-Bonde Turístico

campos-jordao-2019-julho-trem-turistico-600

Para andar de verdade de trem, basta seguir a calçada em direção ao centrinho de Capivari. É onde está a bilheteria da Estrada de Ferro de Campos do Jordão e a estação Emílio Ribas, de onde sai o gracioso Bonde Turístico, com assentos de madeira, que leva os turistas até o portal da cidade, seguindo pelos trilhos que cortam Campos. Entre a ida e a volta, o passeio dura quase 30 minutos.

Em alguns dias da semana é possível embarcar no Trem do Mirante, que faz a viagem até Santo Antônio do Pinhal, passando por bucólicas paisagens até a chegada ao mirante de Nossa Senhora Auxiliadora, um bonito percurso de duas horas e meia.

  • Bonde Turístico – 6ª a 4ª 10h-16h (sáb e dom até 17h)
  • Trem do Mirante – sáb a 4ª 10h-14h

Atrações no Alto do Lajeado e Vila Abernéssia

 

Na entrada da cidade (e no caminho para Taubaté) estão localizadas várias atrações temáticas que aproveitam a natureza.

5-Tarundu

O centro de lazer Tarundu é um espaço de 500 mil m² que oferece mais de 30 atividades (pagas à parte), com opções tanto para crianças, quanto para adultos. Tem tirolesaarvorismopasseio a cavalo, pista de patinação no gelo indoor, arco e flechapaintball e até opções mais hardcore, como a orbit ball – basicamente uma bola inflada enorme em que duas pessoas vão dentro, devidamente acomodadas, e que é empurrada para descer livremente por um terreno amplo.O restaurante interno, além de gracioso, também é bastante agradável.

Ingressos:

  • inteira: 12 reais
  • crianças até 10 anos: 7 reais
  • maiores de 60 anos: 7 reais
  • atividades cobradas a parte

6-Amantikir

 

Uma lenda indígena dá nome ao Amantikir (palavra que virou ‘Mantiqueira’ na pronúncia dos primeiros lusitanos), um parque de 60 mil m² com mais de 700 espécies de plantas dispostas em jardins inspirados em diversos países. Há um jardim só com espécies suculentas e cactos, outro completamente colorido, outros com toques orientais, além de um delicioso labirinto (não dá pra bancar o Teseu, mas é bem divertido).

A partir de um mirante no Amantikir é possível ter uma vista bem bonita de toda a região — mas você também pode ver a área a partir do Belvedere, a Vista Chinesa, que fica próximo ao portal da cidade.

    • inteira:40 reais
    • crianças entre 5 e 16 anos: 20 reais
    • maiores de 60 anos: 20 reais

7-Mosteiro São João

O fim da tarde pode ser aproveitado no Mosteiro São João, onde as monjas beneditinas apresentam audições de canto gregoriano todas as tardes. O espaço, uma área com muito verde, conta também como uma lojinha em que as religiosas vendem doces feitos ali e outros itens.

8-Horto Florestal

Esta é a região da cidade que tem as atrações com o pique mais ecológico.

Encabeçando a lista de passeios está o Parque Estadual de Campos do Jordão — também conhecido como Horto Florestal. Sua área de 8.300 hectares é cortada por trilhas de intensidades diferentes, cercadas por árvores centenárias, flores e mata nativa. O terreno permite desde simples caminhadas para observar a paisagem quanto passeios mais puxado, a fim de ver outros ângulos do local. Se você curtir piquenique, há um lugar reservado para isso.

9-Borboletário

Ainda na região do Horto está o Borboletário Flores que Voam, um espaço de 500m² destinado à educação. Aqui estão reunidas 35 espécies de borboletas que ficam livres em uma estufa com flores e um pequeno laguinho. Um passeio curto e interessante para quem gosta de observar esses bichinhos. Vá se o dia estiver ensolarado.

Ingressos:

  • inteira: 40 reais
  • crianças entre 7 e 10 anos: 20 reais
  • maiores de 60 anos: 20 reais

10-Aventura no Rancho

Aventura no Rancho

Juntando ecologia com atividades radicais, o parque Aventura no Rancho oferece tirolesaarvorismopaintball e possibilita pedalar num circuito de mais de 20 km, construído especialmente para curtir mountain bike, o Zoom Bike Park. Também dá para combinar qualquer passeio desta região com um almoço num pesque-pague: a Truticultura da Cachoeirinha tem tanques de pescaria, nascentes, áreas bonitas para apenas passear e restaurante. Para chegar é preciso encarar 3 km de estrada de terra.

11-Palácio Boa Vista

campos-jordao-2019-julho-palacio-boa-vista

Palácio Boa Vista é a residência de inverno oficial do governador do estado de São Paulo. Ainda que tenha sido criado para ser uma casa de temporada, com o tempo o local se firmou como importante museu, com obras de Tarsila do AmaralAnita Malfatti e Di Cavalcanti no acervo.

A construção preservou móveis e peças de época, assim como itens decorativos. Objetos litúrgicos estão expostos na Capela São Pedro Apóstolo, que fica ao lado do palácio e foi projetada por Paulo Mendes da Rocha.

Ingressos:

  • inteira: 5 reais
  • crianças até 10 anos: 2,50 reais
  • maiores de 60 anos: 2,50 reais

12-Cervejaria Baden Baden

Quem gosta de cerveja vai adorar a oportunidade de conhecer por dentro as instalações da fábrica da Baden Baden, um passeio de uma hora em que se aprende mais sobre o processo de composição da bebida. Depois da parte educativa, há a degustação de dois tipos de cerveja da empresa de Campos do Jordão. Uma lojinha na saída sacia os fãs da marca.

13-Museu Felícia Leirner

Museu Felícia Leirner é uma área imensa em que está boa parte do acervo da escultora polonesa que escolheu a cidade serrana para morar. As 85 obras expostas ao ar livre, feitas de bronze, cimento branco e granito, estão dispostas em ordem cronológica, sendo possível assim visualizar cada uma das fases da artista.

Outro espaço belíssimo divide espaço com o museu: o Auditório Claudio Santoro, onde acontecem várias das apresentações do Festival de Inverno. Visite a sala para apreciar as amplas janelas na parte superior que permitem a vista das araucárias.

E se não for possível assistir a uma espetáculo no Claudio Santoro, acompanhe o pôr do sol sentado em um dos aclives mais especiais do terreno. A vista da Pedra do Baú, assim como das obras de Leirner no cair da tarde é um espetáculo perfeito.

Ingressos:

  • inteira:10 reais
  • crianças até 10 anos: 5 reais
  • maiores de 60 anos: 5 reais

14-Chocolate Araucária

Ainda que seja possível ver um pouquinho da fabricação de chocolate em diversas lojas de Campos do Jordão, no pequeno tour pela fábrica do Chocolate Araucária o visitante conhece a história do ‘alimento dos deuses’ em painéis que contam sobre o seu surgimento e em ferramentas usadas em seu preparo. De uma área com vidros, também é possível acompanhar enquanto funcionários da empresa preparam bombons e afins.

Além de uma loja, o local oferece também com uma pequena cafeteria que vende mini fondue, entre outros docinhos.

15-Museu Casa da Xilogravura

Uma caminhada a pé a partir da fábrica (muito bem-vinda depois de tanto chocolate) leva ao interessante Museu Casa da Xilogravura dedicado à arte da gravura produzida em matriz de madeira. Além do rico acervo, o museu tem espaço também para algumas máquinas de impressão antigas, assim como para máquinas de escrever antigas, serigrafias e afins.

16-Caminho à Pedra do Baú: Gruta dos Crioulos, Pico do Imbiri

Na Estrada da Campista encontram-se dois pontos do circuito ecoaventureiro. A Gruta dos Crioulos é uma formação rochosa que teria sido usada como esconderijo de escravos em outras épocas. O mirante do Pico do Imbiri, a mais de 1.860m de altitude, está mais a frente. Como o trecho final é de estrada de terra, é recomendável ir de 4×4 (ou pegar um dos passeios de quadriciclo que cobrem a região).

Ainda mais adiante está a área que leva à Pedra do Baú, em São Bento do Sapucaí — uma montanha de mais de 1.950m de altitude. Como em muitos monumentos naturais, porém, a vista do Baú a partir de alguns locais da cidade pode ser mais bonita do que quando se está efetivamente nela. Nem pense em escalar a área sem um guia especializado. Há passeios de quadriciclo ou de gaiola (um bugue pequeno), com guias, que podem ser fechados na cidade.

17-Ecoparque Pesca na Montanha

Ecoparque Pesca na Montanha, um terreno de 500 mil m² de mata nativa com lagos, pinheiros, cachoeiras e diversas atividades, como trilhas, arco e flecha, pedalinho e mini-golf, entre outras, está por ali. Como o nome indica, o local é também uma opção para quem gosta de pescaria.

18-Pico do Itapeva

O que fazer em Campos do Jordão: Pico do Itapeva

A atração natural é muito bonita e gelada por conta do vento, mas o passeio até ali só vale, de verdade, se o tempo estiver limpo: o Pico do Itapeva. A 2.030m de altitude, em dias bons, é possível avistar dali 15 cidades da região, entre elas: Taubaté, São José dos Campos, Pindamonhangaba (cidade a qual o local de fato pertence), Aparecida (a mais fácil de reconhecer, por conta da cúpula da Basílica), Cachoeira Paulista e Eugênio de Melo. Um lago próximo ao pico também merece uma paradinha para fotos.

19-Bosque do Silêncio

Se a vista acirrou sua vontade de se aventurar, o Bosque do Silêncio é uma ótima pedida. Tem mountain bikearvorismotirolesapaintball e bóia cross, entre outras atividades pagas à parte.

Ingressos:

  • entrada gratuita
  • atividades pagas separadamente

20-Ducha de Prata

Campos do Jordão: o que fazer - Ducha de Prata

No caminho está a Ducha de Prata, uma série de quedas d’água feitas pelo homem em outros tempos desviando o Ribeirão das Perdizes com a ideia de transformá-las em local para que as pessoas se banhassem. Várias lojinhas também fazem parte da área.

21-Floresta Encantada

Atração simples, para crianças bem pequenas, a Floresta Encantada é um parque com seis casinhas de tamanho compatível com o de seu público alvo, cada uma dedicada a um tema: há a casa da bruxa, da Branca de Neve, do Papai Noel… É possível entrar nelas, incentivando brincadeiras.

  • Ingressos: 10 reais

22-Vida noturna

Os bares e restaurantes do centrinho de Capivari funcionam o ano inteiro. Fora das férias, no entanto, os barzinhos só vão ter alguma animação no fim de semana. Para dançar os dois maiores clubes são a FireUp Lounge (que também funciona como bar) e o Winter Lounge.

em 3 dias será possível aproveitar mais da metade desses lugares, fica agora para você escolher o tipo de passeio que mais interessa. Alguns pontos descritos na ABA Roteiro serão guiados por um guia Regional

 

Deixe um comentário

Item adicionado ao carrinho.
0 item - R$0,00
Open chat
Como posso ajudar?